"Não existe melhor psicoterapia do que a oração", diz neurocientista

0
25
"Não existe melhor psicoterapia do que a oração", diz neurocientista
"Não existe melhor psicoterapia do que a oração", diz neurocientista

PROPAGANDA

Quando se trata da correlação entre fé e ciência, ninguém melhor para falar sobre o assunto do que alguém que entende profundamente os dois assuntos. Neste sentido, a neurocientista e psicóloga Rosana Alves possui gabarito reconhecido não só no Brasil, mas também no exterior.

PROPAGANDA

Rosana Alves é Diretora Acadêmica do Neurogenesis Institute (EUA), já tendo concluído três pós-doutorados em Neurociências (UNIFESP, USP e Marshall University/USA). Ela também já orientou mais de 300 trabalhos acadêmicos e escreveu mais de 70 artigos científicos pelo mundo.

O que muitos não sabem é que Rosana Alves também é evangélica e se dedica profundamente ao ensino de questões relacionadas entre a fé e a ciência. Um vídeo que voltou à viralizar nas redes sociais nos últimos dias , por exemplo, mostra um dos momentos em que a neurocientista aparece falando sobre como a ciência reconhece a importância da oração a Deus.

“As pessoas muitas vezes consideram que a oração é simplesmente uma forma de nos colocarmos na posição de seres humanos, inferiores, prestando homenagem e reconhecendo que existe um Deus superior”, diz Rosana Alves na gravação.

“A oração — e isso está provado cientificamente — atua em uma região do nosso cérebro, que é o sistema límbico, especificamente na região mesolímbica, e ali ela faz com que libere substâncias muito importantes, que trazem para nós um sentimento de pertencimento, melhora a nossa autoestima e faz com que nós sintamos um bem-estar muito grande”, completou a neurocientista.

A fala de Rosana se deu durante uma edição do programa ‘Consultório de Família’, da TV Novo Tempo, ainda em 2013. Na época suas declarações já haviam causado ampla repercussão, mas voltou à tona novamente, com milhares de pessoas reconhecendo a importância das suas afirmações.

Rosana Alves – Psicoterapia e oração

A neurocientista Dra. Rosana Alves explicou que a oração produz efeitos no cérebro semelhantes aos de uma sessão de psicoterapia, uma vez que se trata de uma conversa com outra pessoa, neste caso em particular, com o próprio Deus.

“A proposta da oração é abrir o nosso coração como se abre a um melhor amigo e quando nós vamos a uma sessão terapêutica, o que nós queremos? Contar o que vai no nosso coração, na certeza que há alguém ali para nos ouvir, que vai não somente nos ouvir, mas também nos indicar um caminho melhor para seguir, uma nova forma de pensar, de lidar com os nossos problemas”, disse ela.

Rosana Alves não trata sobre o processo psicoterapêutico, que se dá mediante a interação com o(a) psicólogo(a). Em outras palavras, na psicoterapia tradicional a resposta e relação com o profissional é instantânea, havendo troca de informações e orientação constantes.

A oração estabelece uma relação com Deus, de fato, mas se difere da psicoterapia tradicional, pois não envolve, necessariamente, a troca de informações instantâneas, mas uma relação de fé que envolve total entrega e confiança do ser humano nas providências do Senhor.

Assim, Dra. Rosana concentra sua explicação sobre os efeitos positivos da oração no âmbito da vida emocional e psicológica das pessoas em geral, em particular dos cristãos, que através do relacionamento com Deus também conseguem manter uma boa saúde mental.

“Quando abrimos o nosso coração para Deus, é exatamente isso que está acontecendo. Eu posso dizer isso como estudiosa, mas principalmente como cristã: não existe melhor psicoterapia no mundo do que a oração, porque quando eu ajoelho diante de Deus, estou dizendo ‘Senhor, eu tenho as minhas fragilidades e acredito que o Senhor pode resolver todas elas’. E Ele pode resolver”, conclui a neurocientista.

Assista abaixo:

PROPAGANDAPROPAGANDA