Novo sistema do TSE facilitará a gestão de filiação partidária | Republicanos 10

0
9
Novo sistema do TSE facilitará a gestão de filiação partidária
Novo sistema do TSE facilitará a gestão de filiação partidária

O secretário nacional do Republicanos, Evandro Garla, aprovou as mudanças e destacou os avanços da nova plataforma de filiações

Brasília (DF) – O novo sistema de filiação partidária, lançado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na segunda-feira (9), trouxe muitas novidades e para explicar os detalhes da ferramenta, conversamos com o secretário nacional do Republicanos, Evandro Garla. “Recebemos com muita alegria essas mudanças. Agora, o eleitor pode se filiar a qualquer tempo, mesmo não tendo órgão partidário em seu município, pois a Nacional ou a Estadual tem autonomia para fazer a filiação”, explicou o secretário.

Entre as principais novidades do novo “Filia” estão a atualização automática da filiação no caso de mudança de domicílio eleitoral ou morte do eleitor; a abertura para que as Executivas Estaduais e a Nacional façam a filiação; e o funcionamento ininterrupto da ferramenta, ou seja, 24 horas por dia.

O Republicanos contribuiu com umas das mudanças feitas no sistema. O TSE acatou uma sugestão do partido e automatizou o processo de filiação no caso de mudança de domicílio eleitoral. Antes, os órgãos partidários municipais precisavam aceitar a mudança, mas não recebiam nenhum aviso sobre a pendência. “Sem essa confirmação, as filiações ficavam incompletas e a efetivação só ocorria quando o eleitor procurava o partido para saber o que aconteceu, já que a filiação dele não constava na lista de filiados do TSE,”, explicou Evandro Garla.

Outra novidade é que a Direção Nacional passa a ser o usuário master do sistema e terá a competência de criar os operadores para gerir o sistema de filiações nos estados e municípios. Se antes bastava ao presidente municipal solicitar a senha no cartório local, agora o acesso só será liberado pela Executiva Nacional, aumentando o controle sobre as filiações e tornando o sistema mais seguro.

O endereço residencial, e-mail e telefone do filiado também passarão a constar na ficha de filiação. No sistema antigo, bastava inserir o nome e o título para efetivar a filiação. No entanto, esses dados não serão enviados para o processamento do sistema e nem constarão nas listas oficiais divulgadas pelo TSE, somente os partidos dos filiados terão acesso. 

O sistema também permite que, no caso de problemas cadastrais, o próprio eleitor questione os dados no sistema, impedindo assim filiações indesejadas e erros nas informações do filiado. Com isso, a Justiça Eleitoral pedirá esclarecimentos ao partido para resolver a questão apresentada pelo eleitor. Se ocorrer filiações duplicadas, a própria Justiça Eleitoral cancelará as mais antigas e manterá a filiação mais recente.

“O novo sistema representa mais agilidade no processo de filiação. Além de reunir informações fidedignas de quantidade de filiados e uma visão completa sobre os quadros do partido em todos os municípios”, avaliou o secretário Evandro Garla.

Texto e fotos: Agência Republicana de Comunicação (Arco)

Eu repórter republicano

Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal Republicanos? É muito simples. A Agência Republicana de Comunicação (Arco) disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@republicanos10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.

Conteúdo Bloqueado

Ajude-nos a crescer! Compartilhe esta matéria com seus amigos no Facebook clicando no botão abaixo para desbloquear o conteúdo automaticamente. Compartilhar é grátis!

Clicando no botões você concorda com os termos de uso e política de privacidade