Relançamento de livro de Edir Macedo sobre religiões-afro gera protestos

0
38
Relançamento de livro de Edir Macedo sobre religiões afro gera protestos
Relançamento de livro de Edir Macedo sobre religiões afro gera protestos
PROPAGANDA

O bispo Edir Macedo está relançando um de seus mais polêmicos livros, Orixás, Caboclos e Guias: Deuses ou Demônios?, publicado originalmente em 1995 e com mais de três milhões de exemplares vendidos na primeira edição.

PROPAGANDA

De acordo com a Igreja Universal do Reino de Deus, quase um milhão de pessoas prestigiaram os eventos de relançamento do livro realizados em todos as 8.773 filiais da denominação em todo o Brasil.

“Sem atacar qualquer religião ou seus praticantes, Orixás, Caboclos e Guias: Deuses ou Demônios? ajuda o leitor a compreender como os espíritos malignos agem para enganar, passando-se por espíritos bons. A obra também aponta os caminhos para que a pessoa se liberte deles”, diz uma nota no site da Universal.

Orixás, Caboclos e Guias: Deuses ou Demônios? está sendo relançado com uma tiragem de 800 mil cópias. O livro já foi traduzido para o espanhol, inglês, russo, alemão e francês, com lançamento em praticamente toda a América Latina e África, além de países da Europa.

A reedição do livro está sendo alvo de uma campanha na plataforma de petições online Avaaz, que deseja impedir que a obra continue à venda. Aproximadamente 19 mil pessoas já assinaram a petição que tenta tirar a obra de circulação.

“Nós, pessoas e entidades que acreditamos na defesa dos direitos religiosos dos Povos de Terreiro subscrevemos este documento, a fim de requerer intervenção, na condição de assistentes, em ação civil pública que versa sobre a suspensão da venda ou qualquer forma de circulação do livro”, diz a introdução da petição online que quer impedir o relançamento.

O jornalista Ancelmo Góis, do jornal O Globo, destacou que o livro “já foi alvo de ação do Ministério Público Federal por ‘promover ofensas às religiões afro-brasileiras’, tratando candomblé, umbanda e quimbanda como ‘seitas demoníacas’”. Esse processo, iniciado em 2005 pelo MPF, está na Justiça Federal com a tramitação estagnada.

PROPAGANDAPROPAGANDA

Conteúdo Bloqueado

Ajude-nos a crescer! Compartilhe esta matéria com seus amigos no Facebook clicando no botão abaixo para desbloquear o conteúdo automaticamente. Compartilhar é grátis!

Clicando no botões você concorda com os termos de uso e política de privacidade