Tunguska brasileiro: saiba o que foi e como ocorreu o evento de Curuçá

0
21
Tunguska brasileiro: saiba o que foi e como ocorreu o evento de Curuçá
Tunguska brasileiro: saiba o que foi e como ocorreu o evento de Curuçá

Em 1908, ocorreu na Rússia o evento de Tunguska, quando um meteoro explodiu logo acima da superfície da Terra e causou grande estrago. Também tivemos um desses no Brasil, apenas 22 anos depois da explosão na Sibéria. O Tunguska brasileiro aconteceu no meio da Floresta Amazônica e ficou conhecido como evento de Curuçá, em referência ao rio que corre no local.

A explosão ocorreu pouco depois das 8 horas da manhã do dia 13 de agosto de 1930. Os relatos dos moradores da região, que fica próxima da fronteira com o Peru, falam em um rápido eclipse, enquanto o asteroide cruzava o disco solar e sons que pareciam tiros de canhão, seguidos de bolas de fogo caindo e incendiando partes da floresta. Cinzas “choveram” até meio-dia, aproximadamente.

Enquanto os habitantes locais achavam que o fim do mundo havia chegado, coube ao padre italiano Fedele d’Alviano, que estava em missão na região, acalmar a todos e reportar o ocorrido, que saiu no jornal L’Osservatore Romano, veículo do Vaticano, no ano seguinte. A investigação científica série só foi começar décadas depois, nos anos 80, quando boa parte do efeito do impacto já havia passado e a vegetação já cobria as crateras.

Foram detectadas substancias como irídio e ósmio, encontrados em meteoros. Estima-se que a explosão tenha sido equivalente a cerca de 5 mil toneladas da explosivos, ou 5 megatons, sendo bem superior ao poder de destruição das bombas atômicas detonadas no Japão durante a Segunda Guerra Mundial.

Veja também:   Quando foi a última execução por pena de morte no Brasil?

Medalha de prata

O evento de Curuçá é considerado o segundo maior do tipo já registrado, perdendo apenas para o evento de Tunguska original, que teria tido aproximadamente o dobro da potência. Em ambos os casos, por sorte, ninguém foi ferido, embora em Curuçá houvessem pessoas mais próximas do local da explosão do que em Tunguska.

O evento do mais recente desse tipo também ocorreu na Rússia, em 2013, na cidade de Cheliabinsk, região dos Urais. A queda do meteoro, de aproximadamente 10 mil toneladas, chegou a ser registrada em vídeo, onde ele pode ser visto rasgando o céu. O impacto se deu no lago Chebarkul e gerou uma energia de meio megaton.

Conteúdo Bloqueado

Ajude-nos a crescer! Compartilhe esta matéria com seus amigos no Facebook clicando no botão abaixo para desbloquear o conteúdo automaticamente. Compartilhar é grátis!

Clicando no botões você concorda com os termos de uso e política de privacidade