GDF cria grupo multidisciplinar para qualificar carroceiros – Agência Brasília

0
5
GDF cria grupo multidisciplinar para qualificar carroceiros – Agência Brasília
GDF cria grupo multidisciplinar para qualificar carroceiros – Agência Brasília
Último levantamento sobre o tema, feito em 2014, registrou a atuação de 1,7 mil carroceiros no DF | Foto: Arquivo Agência Brasília

Um grupo multidisciplinar envolvendo diversas secretarias e órgãos do Governo do Distrito Federal (GDF) vem trabalhando para viabilizar o cumprimento da lei que proíbe a circulação de veículos de tração animal no Plano Piloto e em regiões administrativas. O objetivo é levantar recursos e meios de qualificação dos condutores de carroças que transportam, principalmente entulhos, abrindo novas frentes de trabalho que garanta a eles oportunidades de emprego e renda.

Leia também

papa entulho

GDF propõe uso de triciclo motorizado a carroceiros

Publicada no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) em 22 de dezembro de 2016, a Lei 5.756/16, de autoria do ex-deputado Joe Valle, avalia a necessidade de uma mudança no tratamento dos animais de transporte que circulam por Brasília. Último levantamento sobre o tema, feito em 2014, registrou a atuação de 1,7 mil carroceiros no DF.

O objetivo é acabar com esse meio de transporte e, assim, coibir os maus-tratos aos cavalos. Pela legislação, se um veículo de tração animal for visto nas ruas, o equino deverá ser apreendido e encaminhado ao Brasília Ambiental (Ibram), onde será tratado até ter um novo destino. Já a carroça será levada ao depósito pelo Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF), que ficará responsável pela fiscalização nas ruas.

Políticas públicas

O artigo 18 da Lei 5.756/2016 determina que o GDF desenvolva políticas públicas de qualificação e capacitação dos carroceiros para o desenvolvimento de outras atividades. O governo também estuda a viabilidade de treinamento e linhas de crédito para que esses trabalhadores continuem no ramo de transporte a partir do uso triciclos motorizados, os chamados tuk-tuks.

De acordo com o secretário de Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural do DF, Dilson Resende, o governo está buscando meios de cumprir a lei, sem antes deixar de direcionar esses profissionais para novas atividades.

“Estamos debruçados buscando viabilizar para que esses trabalhadores não fiquem desassistidos, os animais recolhidos e bem tratados e buscando uma fonte de recursos para implementar o que determina a lei”, destaca Dilson.

Secretarias e órgãos

Compõem o grupo multidisciplinar do GDF que trata da aplicação da lei as secretarias de Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural, de Transporte e Mobilidade, de Governo, de Meio Ambiente e de Desenvolvimento Social, além da Casa Civil, Ibram, do Detran-DF e do Serviço de Limpeza Urbana (SLU).

Conteúdo Bloqueado

Ajude-nos a crescer! Compartilhe esta matéria com seus amigos no Facebook clicando no botão abaixo para desbloquear o conteúdo automaticamente. Compartilhar é grátis!

Clicando no botões você concorda com os termos de uso e política de privacidade