- PUBLICIDADE -
Notícias Esportes Revelação de 16 anos brilha em 1º dia do...

Revelação de 16 anos brilha em 1º dia do Troféu Brasil de Natação

-

Stephen Steverink tem apenas 16 anos, mas foi o principal nome do primeiro dia do Troféu Brasil de Natação, campeonato nacional da modalidade, que começou ontem (9) no Parque Aquático do Vasco da Gama, em São Januário, no Rio de Janeiro. As finais ocorrem nesta quinta-feira (10), a partir das 18h (horário de Brasília). O evento é transmitido pela TV CBDA (Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos.

Filho de pai holandês e mãe brasileira, Steverink venceu a prova dos 400m medley com tempo de quatro minutos, 19 segundos e um centésimo. A marca dele é o novo recorde nacional da categoria juvenil 2 (16 anos). O índice anterior havia sido estabelecido horas antes por ele próprio, na eliminatória.

“Estou muito feliz. Este é meu primeiro pódio de Troféu Brasil e logo uma medalha de ouro. Estou muito orgulhoso do que fiz aqui hoje. Foi mais um passo para o índice olímpico que eu desejo fazer na seletiva do ano que vem”, comentou o nadador da AABB, em entrevista ao site oficial da CBDA.

Steverink, que compete pela Associação Atlética Banco do Brasil (AABB) de São Paulo, tem dupla nacionalidade e é monitorado tanto pela natação brasileira como holandesa. Por aqui, superou recordes de atletas olímpicos do país por categorias menores, como Brandonn Almeida e o medalhista Thiago Pereira. Na Holanda, ele também foi além de marcas alcançadas por nomes importantes do esporte local, como a dos 200m nado livre sub 13, cujo recorde pertencia a Pieter Van den Hoogenband, dono de três medalhas de ouro olímpicas.

Em outras provas, os nadadores que costumam defender a seleção brasileira se destacaram. Nos 100m borboleta masculino, Vinícius Lanza (Minas Tênis Clube) foi o vencedor. Nos 800m livre masculino, a vitória foi do atual recordista sul-americano, Guilherme Costa (Minas). Na versão feminina dos 800m livre, Viviane Jungblut (Grêmio Náutico União) só ficou atrás da argentina Delfina Pignatiello, ouro nesta prova nos Jogos Pan-Americanos de Lima (Peru).

O Troféu Brasil continua até sábado (12). Devido à pandemia do novo coronavírus (covid-19), a competição não tem presença de público e os participantes obedecem a um protocolo sanitário de segurança. Apesar disso, algumas equipes decidiram disputar o evento por conta do avanço do vírus. Casos do Esporte Clube Pinheiros, o atual pentacampeão geral, e do Sesi-SP, que preferiu enviar os nadadores (entre eles, a campeã mundial Etiene Medeiros) para a etapa São Paulo do Campeonato Nacional de Integração, torneio reconhecido pela CBDA, em Santos (SP).

“Com um deslocamento menor, sem necessidade de viagem aérea, os atletas terão uma disputa rápida, de dois dias, com um número menor de competidores e seguindo os protocolos de saúde da Federação Aquática Paulista [FAP]”, diz a nota do Sesi-SP.



Fonte: Agência Brasil

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -

Continue LendoRELACIONADAS
Recomendado para você